O site Redução de Estômago surgiu para que as pessoas encontrem dicas para cirurgia de redução de estômago como riscos, qual o preço e os tipos. Aqui iremos sanar todas as dúvidas relacionadas à redução de estômago.



O sucesso da redução de estômago de André Marques


o-sucesso-da-reducao-de-estomago-de-andre-marques

A cirurgia de redução de estômago a qual André Marques se submeteu foi um verdadeiro sucesso. O apresentador comentou recentemente para a revista “Contigo” como tem sido a sua vida após a gastroplastia.

Como bem sabemos, a cirurgia bariátrica causa verdadeiras mudanças e com André Marques não foi diferente. O apresentador vem retomando sua rotina após a cirurgia realizada em novembro do ano passado. Na época, ele estava 45 quilos acima de seu peso ideal e logo no primeiro mês perdeu cerca de 10 quilos.

As mudanças pela qual o apresentador passou, não são apenas físicas, mas também emocionais. “Eu me sinto mais jovem. Voltei a fazer coisas como amarrar o cadarço ou subir correndo uma escada”, revelou.

Marques comentou que sua rotina mudou e que está fazendo acompanhamento com um psicólogo e uma nutricionista para manter os resultados. “A gente opera o estômago, não a cabeça”.

Por isso, é importante seguir as recomendações médicas e continuar com o acompanhamento da equipe multidisciplinar para que a sua redução seja tão bem sucedida quanto a do André Marques.

Artigo publicado em 24/03/2014 | Escrito por



Artigo publicado em 11/03/2014

Nova vida após a cirurgia bariátrica

nova-vida-apos-cirurgia-bariatrica

Foto: mdemulher

A cirurgia bariátrica pode modificar não somente hábitos alimentares, mas toda a vida de uma pessoa que passou pelo procedimento. Conheça a história da terapeuta ocupacional Thais Chanoft e veja que é possível uma nova vida após a cirurgia bariátrica.

Thais, como a maioria das pessoas que sofrem de obesidade, travava diariamente uma luta com a balança. Ela já havia tentado dietas, remédios, ia a vários endocrinologistas, mas de nada adiantava.

A redução de estômago veio como solução após anos e anos brigando com a balança. “Eu me olhava no espelho e não me reconhecia… tinha um namorado, mas via que apesar dele gostar de mim, eu mesma não gostava de mim…”, afirma Thais.

Decisão tomada, Thais operou, em 2012 e desde então perdeu 50 quilos. Para ela essa foi a melhor escolha, não era apenas a sua saúde que estava correndo perigo, a sua autoestima também estava comprometida.

Após o procedimento, Thais passou a ter controle da sua vida. Agora, a disciplina e o cuidado são os principais ingredientes no cardápio, para evitar a perda das vitaminas diárias necessárias, como já mostramos aqui

Thais batalhou muito para chegar ao peso atual. Para ela, a base do seu sucesso está na determinação, no apoio incondicional da família e no suporte da equipe multidisciplinar que a acompanha.

É importante ressaltar que Thais sempre recebeu acompanhamento médico desde o inicio, até o final do procedimento. Portanto, para você que pretende se submeter ou já passou pela cirurgia bariátrica é importante ter sempre ao seu lado o acompanhamento da equipe multidisciplinar, para que a cirurgia dê certo e você consiga ter uma vida saudável.

 

 

Artigo publicado em 03/03/2014

Carnaval saudável

carnaval-saudavel

A magia do Carnaval é permitir-se brincar, pular e sambar. E tudo isso é melhor quando é feito com responsabilidade, respeitando a sua saúde. O Redução de estômago elaborou algumas dicas para um Carnaval saudável sem excessos.

Alimentação

Como já mostramos aqui, a alimentação dos pacientes que se submeteram a intervenção é bem especifica e deve ser seguida rigorosamente. Isso, pois, as mudanças físicas e comportamentais são uma fase de adaptação.

Evite ficar de jejum e passe longe das comidas gordurosas, como, churrasco, massas e feijoada. Troque essas comidas por saladas e verduras e o mais importante: siga as recomendações do seu médico para evitar complicações pós-cirurgia bariátrica.

Hidratação

Unhas quebradiças e pele ressecada são algumas das consequências que podem ocorrer após a gastroplastia. Por isso, procure consumir água, pois, além de hidratar, ela lubrifica o organismo, transporta os nutrientes, elimina toxinas e repõe a energia. No lugar de energéticos, o ideal seriam bebidas isotônicas, que fornecem calorias e ajudam a repor líquidos e sais minerais perdidos com o suor.

Exercícios físicos

Quem pratica atividades físicas possui mais disposição não somente para aguentar o ritmo do Carnaval, mas também para diminuir a desistência do tratamento pós-cirurgia bariátrica.

A importância das atividades físicas deve estar associada a uma mudança de hábitos alimentares. Isso porque, caso o paciente não siga as recomendações médicas, o peso perdido por conta da operação retornará. Como já afirmamos aqui, o paciente deve ter, ou procurar acompanhamento psicológico e nutricional.

Bebidas alcoólicas

No Carnaval, a oferta de bebidas alcoólicas em lugares públicos torna-se mais abundante. Quem fez cirurgia bariátrica deve ficar atento e evitar o álcool. Os motivos vão desde a quantidade calórica da bebida até o vício (a cirurgia bariátrica aumenta a sensibilidade a bebidas alcoólicas).

Portanto, nada de exageros. Aproveite o Carnaval com moderação, e o que é melhor: com saúde!

Artigo publicado em 24/02/2014

Projeto de lei que beneficia quem fez cirurgia bariátrica

projeto-de-lei-que-beneficia-quem-fez-cirurgia-bariatrica

Foto: Maycon Morano/Câmara Municipal Presidente Prudente

Proposta que está em pauta na câmera municipal de Presidente Prudente (SP), será votada hoje (24) e poderá beneficiar pacientes que se submeteram a gastroplastia. Conheça o projeto de lei que beneficia quem fez cirurgia bariátrica.

Está em votação um projeto de lei que estabelece a obrigatoriedade de restaurantes e similares concederem descontos ou permitirem o pagamento de meia porção para pessoas que realizaram a cirurgia bariátrica.

Como já mostramos aqui, a alimentação de quem se submete a esse tipo de intervenção é bastante específica. Por isso, o individuo deve estar atento ao tipo de alimentos consumidos e principalmente, seguir à risca as recomendações médicas.

O projeto de lei só foi possível graças a organização dos moradores de prudente e a iniciativa do vereador Natanael Gonzaga (PSDB), autor da proposta. “Campinas (SP) e Campo Grande (SP) já estabeleceram normas semelhantes para fazer com que estas pessoas, que realmente irão comer menos do que os outros, paguem apenas por aquilo que consumirem”, declara o parlamentar.

Caso a proposta seja aprovada, os empreendedores terão que buscar soluções para atender as novas determinações.

Artigo publicado em 19/02/2014

Conheça os 10 inibidores naturais de apetite

conheca-os-dez-inibidores-naturais-de-apetite

Eles dão uma boa sensação de saciedade, aplacam a fome e o melhor: são naturais. Conheça os 10 inibidores naturais de apetite que te ajudarão a se livrar da compulsão alimentar.

Alguns alimentos funcionam como inibidores de apetite. Além de dar sensação de saciedade, esses produtos naturais ainda têm poucas calorias, por isso são ideais para quem quer manter ou perder peso. Confira a lista organizada pela revista Shape desses alimentos poderosos:

1 – Café

Se consumido em excesso essa bebida pode deixá-la agitada e nervosa. Porém, o café em uma quantidade moderada, de uma ou duas xícaras por dia, pode acelerar o metabolismo e inibir o apetite. Isso acontece devido à cafeína e aos antioxidantes presentes na semente do café. Porém, o açúcar e o creme podem suspender esses efeitos positivos.

2 – Pimenta

Apenas uma colher de chá de pimenta caiena pode acelerar o metabolismo. De acordo com pesquisa publicada no jornal Physiology & Behavior, inserir com frequência a pimenta nas refeições faz com que o corpo queime pelo ao menos 10 calorias por conta própria. Já no caso de pessoas que não costumam comer comidas apimentadas o efeito dessa pimenta pode ser ainda maior, chegando a queimar até 60 calorias. Experimente adicionar um pouco desse tempero em duas refeições por dia por um mês.

3 – Maçã

Rica em fibras solúveis e pectina, a maçã cria um efeito de saciedade. Ela também ajuda a regular a quantidade de açúcar no sangue e aumenta o nível de energia no corpo. Excelente opção para lanches, pois exige uma mastigação lenta, dando tempo suficiente para seu corpo perceber que está satisfeito.

4 – Água

Além de ajudar a manter a pele saudável e hidratada, o consumo de água ajuda a manter a sensação de saciedade. Isso ocorre, pois segundo uma pesquisa publicada em 2012, as pessoas que bebem dois copos de água antes das refeições comem entre 75 e 90 calorias a menos do que aquelas que não tomaram água.

5 – Chás naturais ou em sachês

Se você não é fã de café, pode experimentar substituir a bebida pelo chá. Ele mantém o estômago preenchido, diminuindo o apetite, porém alguns tipos de chá ainda podem possuir ação termogênica (que aumenta o metabolismo e a queima calórica corporal). Bons exemplos são os de canela, gengibre e o verde. Evite os prontos industrializados (em lata). Eles geralmente contêm sódio, mineral que contribui para a retenção de líquido e causa inchaço.

6 – Chocolate meio amargo

Para quem não dispensa uma sobremesa, a solução pode estar no chocolate meio amargo.Ele ajuda a reduzir o desejo por açúcar e ainda envia sinais de saciedade para o corpo.O ácido esteárico do chocolate meio amargo ainda ajuda a desacelerar a digestão.

7 – Wasabi

O sabor picante do wasabi (molho verde que acompanha o sushi) suprime o apetite e ainda funciona como um anti-inflamatório natural.

8 – Peixes com ômega 3

Em geral, esse tipo de gordura (do bem) retarda o esvaziamento gástrico, aumentando a saciedade. Mas, é preciso ter cautela em seu consumo. 1 grama de gordura, seja  qual for a origem, possui 9 calorias. Portanto, modere!

9 – Linhaça

As sementes de linhaça (que possuem fibras solúveis e ácidos essenciais) são o complemento perfeito para o seu iogurte, sua vitamina ou salada. Outras sementes integrais também tem efeito parecido na função de mantê-la saciada.

10 – Whey Protein

Uma pesquisa recente mostra que depois de consumir uma refeição líquida com esse tipo de proteína as pessoas tendem a consumir significativamente menos calorias na refeição seguinte.

Aproveite estas dicas de inibidores naturais de apetite e mantenha a saúde em dia!

 

Artigo publicado em 10/02/2014

Suplementação de vitaminas pós-cirurgia bariátrica

suplementacao-de-vitaminas-pos-cirurgia-bariatrica

Unhas quebradiças, queda de cabelo e pele ressecada são algumas consequências que podem ocorrer após a gastroplastia. Entenda porque a suplementação de vitaminas pós-cirurgia bariátrica é importante para os pacientes que se submetem a intervenção cirúrgica.

O processo de emagrecimento após a cirurgia bariátrica traz consigo alguns sintomas como: fraqueza, dor de cabeça e queda de cabelo. Isso ocorre, pois a dieta inicialmente é composta apenas por líquidos ocasionando a falta de nutrientes suficientes para o corpo, sendo necessário o uso de suplementos alimentares.

O paciente submetido à intervenção deve ter acompanhamento multidisciplinar e fazer exames que dirão se ele necessita ou não de suplementação de vitaminas. É importante lembrar que os suplementos são aliados para combater os sinais da falta de nutrientes e que só podem ser consumidos após recomendação médica.

Se não houver acompanhamento com a equipe multidisciplinar, o paciente pode apresentar déficit de vitaminas e proteínas, o que pode levar a estes sintomas. Nesses casos, é preciso rever a alimentação com o nutricionista e, se necessário, iniciar suplementação vitamínica oral ou injetável.

Portanto, siga as recomendações dadas pela equipe médica e continue acessando o Redução de Estômago para conferir as dicas e tirar as dúvidas a respeito do assunto.

 

Artigo publicado em 03/02/2014

Novo e polêmico produto contra a obesidade

novo-e-polemico-produto-contra-a-obesidade

Um novo e polêmico produto contra a obesidade começa a ser usado na Grã-Bretanha. O novo equipamento se parece com um comprimido grande e depois de inflado, fica mais ou menos do tamanho de uma maçã.

O novo produto possui diferenças com relação aos demais modelos de balões gástricos: para colocá-lo no estômago do paciente, o médico não precisa de cirurgias nem de anestésicos.

O balão é engolido. Quando chega ao estômago, a cobertura de gelatina se dissolve e ele é inflado por um tubo muito fino, que depois é recolhido pelo médico. O procedimento dura em média 15 minutos e cada paciente pode receber até três balões. Três meses depois, eles são desinflados e retirados em uma endoscopia.

A intenção desse novo produto é fazer com que o paciente se sinta saciado. Assim, ele não conseguirá comer um lanche inteiro. Uma das preocupações é que, quando o balão for retirado, a pessoa volte a comer tudo, o que provocará o chamado efeito sanfona, aquele engorda-emagrece constante, que faz tão mal à saúde.

Segundo médicos, o novo equipamento é útil, mas não faz milagres. Para eles: “O balão ajuda a acostumar o cérebro a porções menores de comida, e também motiva os pacientes, já que vão perder um pouco de peso e saberão que é possível seguir emagrecendo depois que o balão for retirado”.

Enfim, o tratamento por enquanto está disponível apenas na Inglaterra e ainda não foi aprovado pela agência que controla remédios e alimentos dos Estados Unidos. Os médicos alertam que, para combater a obesidade, alimentação saudável e exercícios ainda são as melhores opções.

Confira algumas imagens:

novo-e-polemico-produto-contra-a-obesidadenovo-e-polemico-produto-contra-a-obesidade novo-e-polemico-produto-contra-a-obesidade

 

 

 

Artigo publicado em 28/01/2014

O mito do gordinho saudável

o-mito-do-gordinho-saudavel

A ideia difundida por nutricionistas e endocrinologistas de que um individuo com sobrepeso possa ser saudável não passa de um mito, segundo uma nova pesquisa. Entenda o mito do gordinho saudável e os perigos desse conceito equivocado.

A pesquisa feita com mais de 60 mil pessoas e divulgada na publicação científica Annals of Internal Medicine, mostrou que o excesso de gordura ainda traz riscos à saúde, mesmo quando os níveis de colesterol, pressão arterial e açúcar são normais.

Responsável pelo estudo, Ravi Retnakaran afirmou que os resultados realmente colocam em dúvida a existência desse conceito obesidade saudável. “Os dados sugerem que tanto os pacientes que são obesos e metabolicamente doentes quanto os que são obesos, mas metabolicamente saudáveis têm risco elevado de morte por doenças cardiovasculares. Nesse sentido, a ‘obesidade saudável’ pode ser considerada um mito.”, afirmou.

Os cientistas argumentam que os ‘gordinhos’, apesar de metabolicamente saudáveis, têm, provavelmente, fatores de risco subjacentes que pioram com o tempo. Mesmo com os níveis de açúcar, colesterol e pressão arterial normal, a obesidade ainda pode colocar o coração em risco.

Portanto, além de acompanhar seu peso, se você parar de fumar, começar uma atividade física regular e mantiver a pressão arterial e o nível de colesterol a um nível saudável, você pode fazer uma diferença na redução de seu risco de doença cardíaca e eliminar o excesso de gordura.

 

Artigo publicado em 21/01/2014

André Marques opta pela redução de estômago

preocupado-com-a-saude-andre-marques-opta-pela-reducao-de-estomago01

Com 45kg acima do seu peso ideal, o apresentador André Marques optou pela cirurgia bariátrica para reduzir o peso e atingir a forma física que tinha quando interpretava o personagem Mocotó, na primeira temporada de “Malhação”. Por isso, preocupado com a saúde, André Marques opta pela redução de estômago.

Desde a sua estreia na Televisão, em 1995, o apresentador travava uma briga com a balança, tendo inclusive recorrido a outros tratamentos, mas sem sucesso. Após ponderar sobre os métodos que poderia adotar para reduzir o peso, ele optou pela cirurgia bariátrica.

“Tenho lido muito sobre o assunto e sei que é algo muito sério e radical. Por isso mesmo, estou tendo acompanhamento psiquiátrico com a médica Ana Beatriz Barbosa e Silva, autora do best-seller ‘Mentes criminosas’”, afirmou André.

A cirurgia foi realizada no início do mês de dezembro e segundo um amigo do apresentador, a intervenção foi considerada um sucesso pelos médicos e ele continua seguindo a rotina normalmente.

Recentemente André postou uma foto mostrando os resultados da cirurgia. Confira!

preocupado-com-a-saude-andre-marques-opta-pela-reducao-de-estomago02

Artigo publicado em 14/01/2014

Vantagens e Desvantagens da cirurgia bariátrica em adolescentes

vantagens-e-desvantagens-da-cirurgia-bariatrica-em-adolescentes02

A crescente procura pela cirurgia bariátrica por adolescentes tem sido alvo de preocupação por parte dos profissionais da medicina. Conheça as vantagens e desvantagens da cirurgia bariátrica em adolescentes.

De acordo com as novas regras para a cirurgia de redução de estômago, a idade mínima requerida para a cirurgia passou de 18 para 16 anos, o que permitiu que jovens pudessem optar pela intervenção para reduzir o peso.

O perigo está no fato do adolescente ou até mesmo dos pais acreditarem que a cirurgia é o método mais eficaz para reduzir o peso.

Segundo Maurício Castro Lima, hebiatra (médico de adolescentes) e psicólogo do Instituto da Criança da Universidade de São Paulo, a cirurgia não deve ser a primeira opção para obter um corpo enxuto. “O adolescente de hoje quer tudo na hora. E o processo para perder peso mais saudável, com dieta e exercícios, é mais demorado, porém menos invasivo”.

Qualquer adolescente pode fazer a cirurgia?

A resposta, de acordo com o gastroclínico Marçal Rossi, é não. Muitos casos podem ser resolvidos com dietas, reeducação alimentar e prática de exercícios físicos. O adolescente só pode ser submetido à cirurgia, após ter tentado o processo natural de emagrecimento duas vezes, ou caso ele possua obesidade mórbida e doenças associadas, como a diabetes.

Vantagens

Além de ajudar na autoestima, a cirurgia feita em adolescentes apresenta um grau elevado de recuperação. Contudo, o acompanhamento pós-redução deve ser feito para que o paciente evite as tentações e volte a comer como antes.

Desvantagens

Os riscos que podem haver em decorrência da cirurgia bariátrica são a broncopneumonia, embolia pulmonar, vazamento do tubo digestivo. Também podem ocorrer problemas pós-cirurgia como a depressão, transtorno bipolar e bulimia. Existe o risco de falta de proteínas em decorrência da dieta.

Portanto a cirurgia bariátrica deve ser tida como a última opção para quem deseja reduzir o peso e deve ter acompanhamento médico.