Redução de estômago por videolaparoscopia

Dentre as diversas técnicas de cirurgia de redução de estômago que temos hoje, existe uma em especial, que pode ser a melhor intervenção de procedimento cirúrgico para quem deseja reduzir o peso, a chamada Redução de estômago por videolaparoscopia.

A videolaparoscopia é um procedimento feito com a ajuda de uma microcâmera, e tem a possibilidade de proporcionar ao paciente maior conforto durante e depois do ato cirúrgico, pois é menos invasiva, oferece menos desconforto e menor tempo no pós-operatório.

No Brasil, esse procedimento não era uma técnica acessível a todos os pacientes que necessitassem desse tipo de cirurgia, porém a situação mudou em janeiro de 2012, pois os convênios de saúde incluíram o menor tempo no pós-operatório no rol de procedimentos e eventos em saúde, de acordo com decisão da Agência Nacional de Saúde e do Conselho Federal de Medicina.

A videolaparoscopia representa uma importante evolução tecnológica da medicina. Nela, são feitas de quatro a sete mini-incisões de 0,5 a 1,2 centímetros cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo resultando em pequenas cicatrizes. Outro ponto observado é que, com o tempo de internação reduzido, o risco de infecções é bem menor.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), das quase 60 mil cirurgias bariátricas realizadas em 2010 no Brasil, 35% foram feitas via videolaparoscopia. A taxa de mortalidade média é de apenas 0,23%, abaixo do índice de 1% estabelecido pela OSM, contra 0,8% a 1% da cirurgia aberta (laparotomia), resultando em menos complicações decorrentes da cirurgia bariátrica.

A cirurgia bariátrica por Videolaparoscopia dura, em média, entre 40 minutos e 1 hora e 30 minutos. Já no pós-operatório, os benefícios são ainda maiores, pois ocorre uma dor mínima por um dia ou ela é quase inexistente (característica mensurada pela quantidade de analgésicos consumidos pelo paciente), alta hospitalar precoce e retorno mais rápido às atividades laborais, por volta de 7 a 10 dias, enquanto que na cirurgia aberta, o paciente fica, no mínimo, três dias internado e leva de 30 a 50 dias para voltar à rotina normal.

Com informações do Portal Fator Brasil

Comments
  1. Lenice Renata De Souza

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *